Olivier Echouafni: "Esta temporada pode se tornar mágica"

Equipe feminina

O treinador da equipe feminina do Paris Saint-Germain falou sobre a corrida pelo título antes de evocar o esperado clássico deste sábado contra o Olympique Lyonnais

Olivier, como vocês estão abordando esta final de campeonato contra o Lyon?

"Estamos prontos. Já faz 10 meses que estamos nos preparando para esse grande desafio. Chegou a hora, devemos usar nossas experiências passadas contra a equipe do Lyon. Seja o jogo do primeiro turno ou o duelo pela Copa da França, que deixou algumas imagens para as meninas. Elas querem mostrar outra coisa. Poderíamos ter nos classificado, mas esse não foi o caso. Fazemos uma boa temporada, que pode se tornar mágica e ao mesmo tempo histórica em caso de vitória em Lyon."

Em que estado de espírito está o elenco antes deste confronto?

"As jogadoras sabem que há um grande duelo contra o melhor time do mundo. Tricampeãs europeias, certamente quase tetra, porque não vejo quem poderia detê-las. E 12 vezes campeãs francesas. O Olympique Lyonnais está em boa fase, mas o Paris Saint-Germain está se aproximando. Tenho um grupo que viveu uma temporada completa e vai querer fazer o que é necessário no sábado em Lyon. O grupo precisa jogar livre. Nós não temos pressão, ela á maior sobre as Lyonnaises do que sobre nós. Se conseguirmos o resultado em Lyon, será histórico. Faz 12 anos que elas são campeãs francesas consecutivamente."

Qual seria o cenário perfeito para este último jogo decisivo?

"Mesmo após o empate delas em Fleury, continuamos com a obrigação de vencer. Nós não tivemos uma campanha fácil, comparado às Lyonnaises, que ganharam por grandes placares: 5x0, 6x0, 7x0, enquanto nós vencemos por 1x0, 2x0. Foi complicado em Dijon, em Fleury. Mas ao final temos 53 pontos como o Lyon."

Como você se prepara para esse tipo de partida? Você trabalha mais nos detalhes?

"Todos os detalhes são importantes neste nível. Tudo está sujeito a detalhes, em todos os níveis. Precisamos estar focados e rigorosos no que temos que fazer. O jogo pode ser decidido em uma bola parada, um lance... Todos esses pequenos detalhes podem ser caros para uma das duas equipes. As meninas não devem estar 100%, nem 200%, mas sim a 400% nessa partida."

Marie-Antoinette Katoto retornou da seleção francesa B. Em que estado de espírito ela voltou a treinar?

"Temos uma grande partida no sábado, eu esperava que ele jogasse um pouco menos, ela disputou três jogos em oito dias com a França B. Que temporada ela faz! É maravilhoso ter uma temporada assim aos 20 anos de idade. Agora, ela precisa se recuperar para que esteja bem no sábado. Marie-Antoinette continua sendo uma jovem jogadora, ela deve administrar tudo o que viveu durante a temporada, tanto física como psicologicamente. Não foi fácil. Ela deve estar focada, assim é capaz de fazer um grande jogo."

Kadidiatou Diani foi nomeada na categoria de melhor jogadora da temporada...

"Diani está fazendo uma bela temporada: 11 gols, 12 assistências no campeonato, dois gols na Liga dos Campeões. Esta é a sua melhor temporada. Mas acho que ela ainda tem uma boa margem de progresso, e deve isso também ao time, ao grupo."