Paris volta a sorrir

Equipe principal

Os destaques:

No final da tarde deste sábado (11), o Paris Saint-Germain voltou a vencer, no gramado do Angers.

No Stade Raymond Kopa, a atração chamava-se Loïc Mbe Soh, estreante com a camisa profissional parisiense aos 17 anos de idade. Rapidamente, os olhos se voltaram especialmente a Buffon, autor de duas grandes defesas em chutes de Tait (10’/1ºT) e Bahoken (16’/1ºT). Dominação territorial e também técnica, com Cavani acreditando por um tempo ter marcado um gol, que ao final foi anulado por impedimento (18’/1ºT). 120 segundos se passaram e desta vez a cabeçada de Ney balançou a rede, servido pela terceira vez na temporada da L1 por seu amigo Dani Alves (0x1, 20’/1ºT)! Na sequência, Cavani cabeceou e a bola passou raspando o travessão, (38’/1ºT), e depois chegou perto novamente de fazer o seu em duelo com o goleiro Butelle (40’/1ºT).

A tendência continuou após o intervalo, quando Di María aumentou a vantagem de cabeça após cruzamento de Ney pela esquerda (0x2, 13’/2ºT)! Os minutos se passavam, as oportunidades dos donos da casa também, como a de Traoré (28’/2ºT), o gol anulado de Santamaria (30’/2ºT) ou o chute de Tait (32’/2ºT). Os parisienses se seguravam, até o capitão Marquinhos recebe um cartão vermelho muito severo após cometer penalidade. Gigi defendeu a cobrança, mas Tait converteu no rebote (1x2, 42’/2ºT). Não o suficiente para mudar o veredito final: os campeões franceses conquistaram sua 28ª vitória em 36 rodadas da L1!

Um parisiense no jogo:

Ney marcou neste sábado seu primeiro gol de cabeça na L1 (de 34 ao total). Autor de bela jogada ao servir Di María de bandeja após o intervalo, o camisa 10 parisiense semeou constantemente o perigo em Angers, ao marcar e dar uma assistência durante o mesmo jogo da L1 pela sexta vez na temporada.

Uma palavra: Cententário

Ángel Di María marcou o 100º gol parisiense nesta temporada da L1. Os números nunca mentem: nesta temporada, a armada ofensiva dos campeões franceses acumulou quase três gols em média por jogo na liga, marcando em cada uma das 36 rodadas da L1. Restam agora dois jogos para os parisienses igualarem seu próprio recorde (108 gols na temporada passada).

Na sequência:

No próximo sábado, o Parc assistirá a última apresentação em casa de seus campeões. Por ocasião da 37ª e penúltima rodada, os Rouge et Bleu receberão o Dijon, um adversário em busca da manutenção. Vemos-nos então em uma semana, para uma noite final sob o ritmo de celebrações, já que os parisienses irão brandir o troféu Hexagonal diante da torcida!