Paris vence a primeira em 2021!

Equipe principal

O Paris Saint-Germain venceu o Stade Brestois (3-0) pela 19ª rodada da Ligue 1 neste sábado (9)

Para sua grande estreia no Parc des Princes, Mauricio Pochettino escolheu a continuidade. Abdou Diallo substituiu Thilo Kehrer, em uma equipe articulada em torno de Marco Verratti atrás do trio de ataque formado por Di María, Kean e Mbappé.

A aposta deste duelo estava clara para os campeões franceses: somar pontos em uma luta acirrada pelo título. Mas o início da partida provou que não seria nada fácil contra um Stade Brestois que também veio para somar pontos. Acostumada a se projetar para frente, a equipe de Olivier Dall'Oglio arriscou-se para testar a defesa parisiense, sempre solidificada pelo capitão Marquinhos e por um Keylor Navas pronto para brilhar, como nas defesas diante de Faivre (5'/1ºT) e Pierre-Gabriel (7'/1ºT).

Num duelo desenfreado, com intenções ofensivas de ambos os lados, os parisienses puderam variar as jogadas para encontrar os espaços. E depois das primeiras oportunidades de Marco Verratti (2'/1ºT) e Ángel Di María (13'/1ºT), foi o incansável Moise Kean quem encontrou a brecha. O italiano estava bem colocado para empurrar a bola para o fundo da rede após uma primeira tentativa de Marquinhos na trave (1-0, 16'/1ºT).

Esta abertura do placar teve repercussões imediatas no jogo dos parisienses, que puderam colocar o pé na bola para avançar com mais serenidade em campo. Efeito bola de neve em um Parc congelado: as oportunidades começaram a chover na área adversária. Gautier Larsonneur teve que esquentar as luvas, entre uma nova tentativa de Marquinhos (25'/1ºT) ou um tiro de longa distância de Idrissa Gueye (27'/1ºT). Mas os bretões, longe de estarem entorpecidos pelo mau tempo, continuaram a apostar na ofensiva. A saída de Keylor Navas nos pés de Cardona (38'/1ºT) foi prova disso.

Os Brestois continuaram atacando no segundo tempo, gerando situações de contra-ataques. De Navas a Larsonneur, os goleiros apareceram novamente, defendendo nada menos do que 19 finalizações entre eles. Já Kylian Mbappé tentou de tudo para marcar o seu (4'/2ºT, 14'/2ºT, 17'/2ºT, 21'/2ºT, 33'/2ºT). Mas, ao final, foram dois reservas que mataram a partida. Mauro Icardi primeiramente, ao concluir uma jogada maravilhosa de Mbappé pela esquerda (2-0, 36'/2ºT). Pablo Sarabia também fez o seu, com um belo chute de canhota dois minutos depois (3-0, 38'/2ºT).

Ao final de um duelo tão animado como aberto, a missão foi cumprida para o Paris, com esta primeira vitória em 2021. Uma preparação ideal poucos dias antes do confronto com o Olympique de Marselha pelo Troféu dos Campeões, o primeiro título a ser buscado na temporada.