O Paris Saint-Germain agradece a Daniel Alves pelas duas temporadas no clube

Equipe principal

Em comum acordo, Paris Saint-Germain e Dani Alves decidiram não renovar o contrato do defensor brasileiro, que expira no próximo dia 30 de junho

Em 12 de julho de 2017, ao se comprometer com o Paris Saint-Germain, Daniel Alves tornou-se o 30º brasileiro a usar a camisa Rouge et Bleu desde o início do clube em 1970.

O atual capitão da Seleção Brasileira (113 jogos e oito gols) vestiu o manto do clube da capital em 73 ocasiões.

Durante duas temporadas em Paris, Dani marcou oito gols, deu 18 assistências e conquistou dois Campeonatos Franceses (2018, 2019), uma Copa da França (2018), uma Copa da Liga (2018) e um Troféu dos Campeões (2017). Estes cinco troféus foram adicionados a uma das maiores galerias da história do futebol.

Atualmente aos 36 anos, Daniel Alves permanecerá em Paris como um dos defensores mais competitivos de sua época. Em 2017 e 2018, em seus troféus de fim de ano, a FIFA e a FIFPro o elegeram novamente em seu Best XI como o melhor lateral-direito do mundo. Na França, como parte dos Troféus UNFP, o brasileiro foi eleito para a seleção da temporada 2017-2018.

O clube agradece a Dani Alves por trazer sua imensa experiência e profissionalismo ao longo de seu tempo na capital.

"Estamos felizes por ter recebido no Paris Saint-Germain durante dois anos um jogador do talento e experiência de Dani Alves", disse Nasser Al-Khelaifi, o Presidente do Paris Saint-Germain. "Há dois anos, após suas experiências na Espanha e Itália, Dani escolheu o Paris Saint-Germain quando teve a oportunidade de embarcar em um novo desafio. Estamos satisfeitos que este grande jogador deixe Paris com vários troféus sob as nossas cores. Desejo-lhe o melhor nos próximos desafios que o esperam em seu caminho."