Idrissa Gueye: "Foi uma verdadeira armadilha"

Equipe principal

Thomas Tuchel, Thiago Silva, Pablo Sarabia e Idrissa Gueye falaram sobre a vitória do Paris Saint-Germain por 1 a 0 sobre o Lorient neste domingo (19) no Stade du Moustoir, pelos 16 avos de final da Copa da França

Thomas Tuchel (Treinador do Paris Saint-Germain)

"Foi difícil, mas vencemos. Foi complicado, em um gramado difícil, e isso pode acontecer na Copa da França. É um time da segunda divisão, mas pode jogar claramente na Ligue 1. Fomos sérios, tentamos constantemente procurar espaços, criar oportunidades, não foi fácil. Em uma partida como essa, uma situação decisiva pode ser suficiente. Após o primeiro tempo, ficou mais difícil, tivemos que nos proteger de contra-ataques, mas conseguimos fazer isso. Nos defendemos todos juntos."

Thiago Silva (Defensor do Paris Saint-Germain)

"Foi uma partida muito difícil, contra uma equipe com muita qualidade. O campo não estava bom para nós, mas eles estão acostumados a jogar aqui. E então eles jogaram muito defensivamente. No 5-4-1, não foi fácil encontrar espaços e, mesmo assim, conseguimos criar algumas situações. Estamos principalmente felizes com o estado de espírito. Fizemos um jogo sério, principalmente no segundo período, e merecemos esse resultado. Agora, sabemos que temos que continuar."

Pablo Sarabia (Meio-campista do Paris Saint-Germain)

"Foi um jogo muito complicado, mas fizemos bem, com muita paciência. Não conseguimos criar tantas oportunidades como de costume, mas insistimos e, no final, conseguimos marcar esse gol que nos classificou. O Lorient fez as coisas muito bem esta noite, é uma equipe sólida, que contou com o apoio de seu público. Não foi nada simples, mas nos classificamos, é o que conta esta noite."

Idrissa Gueye (Meio-campista do Paris Saint-Germain)

"Esse jogo foi uma verdadeira armadilha, muitas vezes é assim na Copa da França. Mas conseguimos marcar esse gol que nos permitiu vencer esta partida. O gol de Pablo? Isso mostra que todos estão focados, que temos a equipe necessária para poder rodar. Pablo é um exemplo a seguir. Sempre que o treinador o chama, ele faz o máximo para ajudar o time a vencer."