Alessandro Florenzi: "Vamos lá com coração e orgulho"

Entrevistas

Supermotivado antes do jogo de volta frente ao Manchester City, Alessandro Florenzi falou ao microfone da PSGTV

Alessandro, no jogo de ida, vimos dois tempos bem distintos. Como você vivenciou este duelo?

"Sim, foi um pouco como um jogo de duas caras, como você disse. Uma primeira parte muito, muito boa, e na segunda parte perdemos um pouco o ritmo. O gol deles, com um pouco de sorte, cortou-nos as pernas e não conseguimos jogar como queríamos. Eles marcaram o segundo gol, ainda com mais sorte do que o primeiro, mas nada está perdido. Ainda podemos buscar a classificação."

Quando olhamos para o primeiro tempo, podemos dizer que o Paris é capaz de desestabilizar este time do Manchester City?

"Sim, absolutamente, é o que todos nós pensamos. Se jogarmos como fizemos na primeira parte, podemos vencê-los. Claro, teremos que fazer isso por 90 minutos. E não será fácil. Mas somos, na minha opinião, uma equipe capaz de disputar estes jogos e alcançar os resultados esperados. Vamos até lá e não teremos nada a perder, então faremos o nosso melhor."

Neymar nos confidenciou que apesar do cansaço, ele se doará ao máximo neste duelo. Você compartilha dessa opinião?

"Absolutamente. Nesse tipo de partida, você não se sente cansado. A verdade é que não se sente porque há motivação, há orgulho, há uma equipe, há uma cidade que espera um bom resultado. É claro que faremos de tudo para oferecer aos torcedores algo histórico. É isso que queremos, então o que Ney disse sobre o cansaço está absolutamente certo. Será acima de tudo um jogo mental. A primeira regra é, portanto, sempre acreditar. Então, obviamente somos nós que vamos a campo e somos nós que vamos decidir o nosso destino."

O Paris terá de marcar dois gols em Manchester. Isso coloca uma pressão?

"Acho que com a nossa qualidade podemos fazer isso. Eles têm uma estratégia própria que será a de manter a posse de bola, por isso com certeza teremos que fazer uma boa pressão juntos e tentar seguir em frente com a nossa estratégia. Mas estou muito confiante para este jogo. Podemos realmente fazer algo bom."

Como você se prepara mentalmente antes desse tipo de jogo?

"Esses tipos de jogo, na minha opinião, quanto menos você os preparar mentalmente, melhor. Se você começar a pensar nisso três, quatro dias antes, na minha opinião, você chega exausto. Há jogos que se preparam sozinhos, como dizem, e este é um deles. Vamos para lá com muito coração, muito orgulho e muita vontade de fazer o bem... Para tentar fazer história."