O balanço dos selecionáveis

Treze jogadores do Paris Saint-Germain se juntaram às suas respectivas seleções durante esta semana. Confira um balanço
O balanço dos selecionáveis

ALPHONSE AREOLA/PRESNEL KIMPEMBE/ADRIEN RABIOT/KYLIAN MBAPPÉ - FRANÇA

Missão cumprida para a França! Com duas vitórias - contra a Bulgária (1x0) em Sofia e Belarus (2x1) no Stade de France - Les Bleus ganharam seu duelo à distância pelo primeiro lugar com a Suécia. Assim, os comandados de Didier Deschamps concluíram estas Eliminatórias para o Mundial de 2018 em primeiro lugar no Grupo A (23 pontos), validando sua vaga para a Rússia. Do lado parisiense, Adrien Rabiot – que entrou em campo no lugar de N'golo Kanté (34’/1ºT) – disputou quase uma hora de jogo na Bulgária e chegou a quatro partidas pelos Bleus. Enquanto isso, Kylian Mbappé - titular na Bulgária e substituto de Kingsley Coman contra Belarus (16’/2ºT) - comemorou seus sétimo e oitavos jogos pela seleção francesa.

O balanço dos selecionáveis

KEVIN TRAPP/JULIAN DRAXLER - ALEMANHA

Oficialmente classificada após o sucesso em Belfast contra a Irlanda do Norte (3x1), a Mannschaft completou sua campanha de classificação para a Copa do Mundo 2018 com uma vitória diante do Azerbaijão (5x1) na segunda-feira em Kaiserslautern, registrando 10 vitórias em 10 jogos. Titular contra a Irlanda do Norte, o parisiense Julian Draxler jogou 72 minutos em Belfast, mas foi desfalque no duelo contra o Azerbaijão devido a uma gripe.

O balanço dos selecionáveis

THOMAS MEUNIER - BÉLGICA

Já classificada para a Copa do Mundo 2018 antes desta semana de jogos, a Bélgica continuou seu festival ofensivo durante estas Eliminatórias. Resultado: vitória por 4 a 3 em Sarajevo contra a Bósnia e Herzegovina, graças, em particular, a um gol e uma assistência de Thomas Meunier, e depois mais uma goleada diante do Chipre (4x0). Oito gols que permitiram aos Diabos Vermelhos terminarem esta fase de qualificação no topo do ranking dos melhores ataques da zona europeia, ao lado da Alemanha (43 gols cada).

O balanço dos selecionáveis

EDINSON CAVANI - URUGUAI

Após empatar na quinta-feira com a Venezuela (0x0), o Uruguai se impôs diante da Bolívia (4x2) na terça-feira, em Montevidéu, graças a um gol do atacante parisiense Edinson Cavani, artilheiro das Eliminatórias Sul-Americanas com 10 gols. A Celeste terminou em segundo lugar, com 31 pontos, garantindo assim sua vaga para a Copa do Mundo 2018.

O balanço dos selecionáveis

DANI ALVES/MARQUINHOS/THIAGO SILVA/NEYMAR JR. - BRASIL

Já classificado antes destas duas últimas rodadadas, o Brasil empatou com a Bolívia (0x0) na última quinta-feira em La Paz, em jogo que Dani Alves e Neymar Jr. disputaram do início ao fim. Também titular, Thiago Silva teve que ser sair por causa de uma lesão pouco antes da meia hora de jogo, substituído por seu colega de clube Marquinhos. Na terça-feira, a Seleção, liderada pelo então capitão Marquinhos, venceu o Chile (3x0) em São Paulo. O titular Neymar Jr. foi substituído aos 40 minutos do segundo tempo, enquanto Dani Alves e Marquinhos disputaram a partida na íntegra. Com 12 vitórias, cinco empates e apenas uma derrota, o Brasil terminou em primeiro lugar com 41 pontos, em campanha quase perfeita nestas Eliminatórias Sul-Americanas.

O balanço dos selecionáveis

ÁNGEL DI MARÍA - ARGENTINA

Após empatar em casa com o Peru (0x0) na quinta-feira, a Argentina teve que esperar até a última rodada e arrancar uma vitória no Equador (3x1) para validar seu ingresso na Copa do Mundo 2018. Titular, Ángel Di María deu a assistência no primeiro dos três gols de Lionel Messi. A Albiceleste conclui assim esta fase de qualificação em terceiro lugar, com 28 pontos.

ITÁLIA

No início da semana, e apesar do desfalque de Marco Verratti, a Itália assegurou um lugar na repescagem para a próxima Copa do Mundo. A Squadra Azzurra conhecerá seu adversário no dia 17 de outubro.